Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Das coisas bonitas

Mensagens recentes

O antagonista imaginário (I)

No filme“I am not your negro” de Raoul Peck há uma frase e uma imagem que me ficaram gravadas. A frase é de Baldwin (teórico anti-segregacionista em cuja vida se inspira o filme) que em determinado momento diz: “I am not your negro, There is no negro, the negro is your invention, and you must ask yourself why you need the negro”. A imagem é a de vários jovens brancos a gritarem e fazerem gestos obscenos enquanto uma fila de rapazes e raparigas negros entra pela primeira vez numa escola que a partir daquele dia passou a ser de todos. Os novos alunos entram escoltados pela polícia para os proteger de agressões e a violência das reacções à sua chegada surpreende mesmo quem as vê uma e outra vez, já a muitos anos de distância dos acontecimentos. Nessas velhas gravações ainda a preto e branco estão documentados um ódio e uma fúria que nos fazem pensar que para muitos dos que protestavam o fim do segregacionismo constituiu um golpe que os atingiu num qualquer ponto essencial do modo como se…

Relatos de viagens: Índia, para lá do Taj Mahal - Fatehpur Sikri

O mais famoso edifício da Índia é o Taj Mahal. Foi construído pelo Xá Jahan em memória da sua esposa favorita Muntaz Mahal. Todo construído em mármore demorou doze anos a construir e custou cerca de 41 milhões de rupias. Um dos aspectos menos conhecidos do Taj Mahal é que ele foi construído a pedido da homenageada no seu leito de morte. O marido cumpriu, sendo certo que perto do túmulo de Muntaz Mahal estão os de quatro outras esposas (ainda que não se comparem na sua monumentalidade). Satisfazer o desejo final da sua esposa favorita custou caro ao Xá. Mas o golpe decisivo veio quando tornou público que ia construir um mausoléu para si em mármore negro frente ao da esposa. Ainda lançou a primeira pedra, mas foi destituído por um dos filhos e acabou os seus dias preso num palácio cm vista para o Taj Mahal.  Hoje, o romantismo do momento atrai milhares de turistas todos os anos, embora os fotógrafos de plantão no local consigam criar a ilusão de que estávamos sozinhos quando a fotografi…

Leang Seckon

Enigma, História de uma mudança de sexo, Jan Morris

Jan Morris é uma das mais conhecidas escritoras de viagens da actualidade. Antes disso, formou-se em Oxford, foi soldado ao serviço do exército inglês e jornalista. Tem sido também uma viajante infatigável, tendo percorrido, em serviço ou por prazer o que parece ser o mundo todo. Neste livro relata-nos a sua vida e o caminho percorrido desde que se apercebeu que, tendo nascido com o aspecto exterior de um menino, sentia-se, na verdade, menina. Morris compreendeu cedo a sua situação. Teria, segundo escreve, cerca de três ou quatro anos. A partir daí foi tentando encontrar o seu lugar no mundo, tendo mesmo casado e sido pai de cinco filhos. Já na meia-idade, acabou por mudar mesmo de sexo, tendo sido operado pelo médico que identifica como Dr. B, em Casablanca.  O livro está muitíssimo bem escrito, com fluidez, rigor, emoção e exposição da autora na medida necessária à compreensão do tema. A escrita de Morris surge poética em algumas descrições feitas, que nos transportam mentalmente ao…

Janis Joplin- Piece of my heart

A vida de sonho de Sukhanov, Olga Grushin

As razões do sucesso ou fracasso de um livro nem sempre são evidentes. Não faltam exemplos de obras medíocres que conhecem êxito transitório ou permanente. E também não são raros os casos de livros magníficos com carreiras muito discretas junto do público e da crítica. A vida de sonho de Suhkanov é, para mim, uma situação de flagrante injustiça. Passou e mantém-se quase desconhecido no nosso país quando é uma pequena obra-prima. O título do livro é-lhe dado pelo nome do protagonista. Quando a acção se inicia Andrei Suhkanov é um caso de sucesso no aparelho soviético. Casado com o amor da sua vida, pai de dois filhos, vive num apartamento num luxuoso bairro de Moscovo e é o director da mais importante revista de arte da URSS. No entanto, na construção perfeita que é a sua vida surgem já pequenas fissuras. A indiferença da mulher, a ingratidão e falhas de carácter dos filhos e o facto de toda a sua vida profissional se basear numa mentira. Há mais de vinte anos Suhkanov abdicou da sua l…